Defenda os Corais da Amazônia

 

 

 

 


Desapega, Total 

Mais de 1,3 milhão de pessoas, inclusive cientistas do mundo, já pediram para a empresa francesa Total desistir de explorar petróleo perto dos Corais da Amazônia, no norte do Brasil. Até o Ibama já rejeitou o estudo de impacto ambiental que a petrolífera fez.

A Total, no entanto, ainda não desistiu desse plano absurdo. E para deixar ainda mais claro que não o aceitamos, precisamos de muito mais pessoas ao nosso lado. Assine a petição e defenda os Corais da Amazônia!

Pressione a Total e a BP para cancelar seus planos de exploração petrolífera na Foz do Amazonas

Defenda os Corais da Amazônia:

Um tesouro natural

Os Corais da Amazônia são um bioma único, só revelado ao mundo em 2016. Conhecemos apenas 5% de sua extensão, mas mesmo assim, cientistas já descobriram ali:

- 73 espécies de peixes, além de lagostas e estrelas do mar;

- 3 possíveis novas espécies de peixes;

- 60 espécies de esponjas, inclusive 29 espécies potencialmente desconhecidas;

- 40 espécies de corais.

Não podemos deixar que a Total explore petróleo perto desse ecossistema magnífico e que ainda precisamos conhecer mais. Assine a petição e diga para a Total ficar longe dos Corais da Amazônia.

 

 

Um risco que não compensa

Aprópria empresa petrolífera admite que, em caso de derramamento de óleo, há 30% de chance dele atingir os Corais da Amazônia. E 72% de atingir a costa de países próximos. Isso seria desastroso para a vida marinha e para as comunidades tradicionais de pescadores que dependem desse ecossistema saudável.

BP, fique fora disso também!

E ainda tem mais: A empresa britânica BP também está de olho no petróleo da região. Essa é a companhia dona da plataforma Deepwater Horizon, que explodiu em 2010, no Golfo do México, e resultou no maior derramamento de petróleo da história. Você deixaria essa empresa chegar perto de um bioma tão único? Não? Então, venha com a gente! Defenda os Corais da Amazônia.